Como usar o twitter para alavançar os seus negócios.
Direto das Trincheiras - Episódio 28

O homem que deseja dirigir uma orquestra deve voltar as costas para a multidão.

Maestro

Eu estou competindo contra a mediocridade. E Você?

Existem dois tipos de pais. Aqueles que sonham em dar segurança para o filho, e aqueles que sonham em dar liberdade para o filho.

Que tipo de pai você é?

Ninguém nesse país é a favor do empreendedorismo. E o problema começa no berço.

Uma prova cultural que demonstra o quanto o Brasil não é um país que incentiva o empreendedorismo acontece quando os pais enchem o saco dos filhos durante toda a sua infância para que eles façam uma excelente faculdade para conseguir um emprego legal em algum lugar bacana.

80% dos pais brasileiros esperam que os seus filhos sejam administradores, engenheiros ou advogados em grandes empresas.

Você espera isso para os seus filhos?

Como o moleque vai crescer empreendedor se os pais esperam que ele se transforme em um funcionário???

Quantos moleques não estão sendo castrados nesse momento por pais ignorantes que cortam o barato do jovem quando o bicho vai pedir um conselho para aquele que deveria saber o futuro das coisas?

"Pai, eu quero ser "Especialista em Mecanismos de Busca", tem um curso técnico que ensina essa profissão em 60 horas, eu vou me matricular nele”; "O quê?? Você tá louco?! "Especialista em Mecanismos de busca??" Esse troço não dá dinheiro! Você tem que fazer um curso de administração. O curso de administração é genérico, e você terá sempre um "leque" maior de possibilidades para a sua vida".

“Leque” maior de possibilidades para a vida?!

Quem quer um “leque” maior de possibilidades??? Para que serve isso?? Você é o que você faz e não o que você sabe. Eu quero ser especialista em alguma coisa, e não um generalista fanfarrão.

Isso sem falar dos milhões de pais que estão aconselhando os filhos nesse exato momento a prestar algum concurso público que tem por ai para mamar nas tetas do estado. 

Nada como um conselho do Século 20 para matar o tesão de um jovem do Século 21.  

O melhor momento para empreender na vida é quando se é jovem. O jovem não tem nada a perder. O jovem não tem filhos, não tem família, não tem custos fixos altos, e nem nada do tipo. É exatamente nesse momento que os pais deveriam incentivar os seus filhos a transformarem seus hobbies e sonhos em um negócio que gera riqueza. 

Todo pai deveria incentivar o seu filho a arriscar, a apostar, a ter coragem. 

Todo pai deveria ser o primeiro “Anjo Investidor” da idéia do seu filho.

Todo pai deveria passar a sacolinha entre os seus amigos mais velhos para igualmente investirem como anjos no negócio do filho.

Se o moleque começar a empreender com vinte anos de idade, ele será bem sucedido aos quarenta. Geralmente são necessários dez a vinte anos de convivência com o mundo dos negócios para uma pessoa perceber o foco que ela deve seguir com a sua empresa.

“Vinte anos???!!! Eu quero ser gerente com 25 anos de idade, e Vice-Presidente com 35 anos.”

Beleza cara, vai fundo.

Quem sabe você faz carreira em uma dessas mega empresas com escritório envidraçado na Nova Faria Lima ou Vila Olímpia.

O problema é que ao trabalhar para essa turma, você nunca vai saber de verdade como o mundo funciona.

Eu tenho um amigo que trabalhou por mais de dez anos como consultor de gestão para grandes empresas na Bain & Company – uma das maiores empresas de consultoria de gestão do mundo. Ele estava me dizendo que a sua maior frustração nesse tempo todo foi se envolver em projetos que nunca foram implementados pelas grandes empresas.

“Mas apesar de 90% dos projetos de consultoria virarem vaporware nas grandes empresas, o negócio de consultoria para mega corporations nunca vai acabar. Sabe por que nunca vai acabar?”, perguntou o meu amigo, “Porque os Vice-Presidentes das grandes empresas tem medo de tomar decisões sozinhos, e precisam de um relatório para decidir, mesmo que a decisão seja não fazer nada”.

Hoje, o diretor de marketing de uma grande empresa não tem a mínima idéia de como funciona o Google AdWords, ele precisa de uma pequena e criativa empresa de marketing para lidar com o novo e moderno mundo do marketing digital; o diretor de vendas não tem a mínima idéia de como funciona o processo de compras dos seus clientes, ele precisa de uma pequena e ágil empresa de software de CRM para adaptar os seus vendedores ao sofisticado mundo das Vendas 2.0; o diretor de recursos humanos não tem a mínima idéia de como fazer para preencher a vaga de diretor de logística, ele precisa da ajuda de uma pequena e ágil empresa de assessment para dizer a ele quem contratar ou promover a partir de sofisticadas metodologias de ciências humanas; o diretor de produtos não tem a mínima idéia de como deve ser a nova embalagem do produto que ele tem que lançar no mês que vem, ele precisa das idéias de uma pequena e elegante empresa de design para desenhar para ele uma embalagem sustentável e adequada aos mais altos padrões de ergonomia do planeta; o diretor de tecnologia não tem a mínima idéia de como funciona os servidores que sustentam as milhões de transações da sua empresa, ele precisa dos serviços gerenciados de uma pequena e inteligente empresa de tecnologia para decifrar o quê a sua centena de servidores está dizendo.

O que seria do mundo de hoje se não fosse a inteligência, os insights, a elegância, a agilidade e a coragem das pequenas empresas??

NADA!

Onde você quer trabalhar na sua vida?

Em uma grande empresa que não tem a mínima idéia de como o mundo funciona e passa o dia inteiro tentando entender relatórios feitos por pessoas inteligentes; ou em uma pequena empresa onde você coloca a mão na massa, a alma na ponta do sapato, e queima centenas de neurônios todos os dias porque você tem a oportunidade de inventar as tecnologias que tocam o mundo para frente?

Nunca na história desse planeta uma grande empresa inventou alguma coisa bacana. Nunca! 99% das inovações do mundo sairam de pequenas empresas que depois foram absorvidas pelas gigantes corporativas.

Nunca na história desse planeta as pequenas empresas e o empreendedorismo teve tantas oportunidades para se desenvolver.

Eu acabo de conhecer uma personal trainer que ganha 7 mil reais por mês dando aulas de corrida e bicicleta com a sua empresa-móvel baseada em sua saveiro velha, e ela está super feliz por ter abandonado o seu emprego de crachá de escritório para se dedicar a sua verdadeira paixão; dias atrás eu conheci três artistas plásticos que ganham a vida vendendo os seus quadros através de exposições itinerantes nas centenas de pequenas galerias de arte que existem no Brasil; hoje eu almocei com um professor que ganha 8 mil reais por mês dando aulas pela internet a partir do seu home office no bairro do Brás.

Nunca na história desse país houve tantas oportunidades para você transformar a sua paixão em um negócio.

Não deixe a visão desatualizada e o medo desenfreado dos seus pais impedirem você de fazer exatamente o que você gosta.

Hoje em dia você pode fazer o que gosta, e ainda viver disso.

Para viver com os FODÁSTICOS, você vai ter que virar as costas para a multidão.

Topas?

NADA MENOS QUE ISSO INTERESSA!

QUEBRA TUDO! Foi para isso que eu vim! E Você?

Comments

Feed You can follow this conversation by subscribing to the comment feed for this post.

"Como o moleque vai crescer empreendedor se os pais esperam que eles se transformem em funcionários???"

Dentro disso... poderá retardar o tempo e ao qual você poderá adquirir experiência e assim ir descobrindo as suas habilidades.

E, derrepentemente você começa o caminho do empreendedorismo, ao qual poderá vir o reforço de barreira e que você deverá conversar fielmente e expor o seu querer.

Então você está na estrada: FORÇA, FOCO E FAÇA.

Cara esse texto é de arrepiar...totalmente verdade...

Nada como um conselho do Século 20 para matar o tesão de um jovem do Século 21.

QUEBRA TUDO!

Definitivamente - LIBERDADE.
Meu pai nos criou assim. Sempre foi um cara além do tempo dele, que nos incentivou a sair de casa cedo, cuidar da vida. Hoje, colhemos o fruto da independência. Sem medo de errar... e se erramos, consertamos e vamos adiante!
Sou a favor da inteligência emocional, e isso, definitivamente não se encontra nos bancos escolares, ainda mais no brasil.....

Caros Profissionais da Bizrevolution, conheço o trabalho de vocês a anos e volta e meia dou uma vasculhada nos temas abordados, muitas vezes não concordo com as opiniões dissertadas, mas que bom, alguém disse com muita propriedade que a "unanimidade é burra", neste caso referente ao tema acima quero dizer que achei extremamente interessante, oportuno e verdadeiro, inclusive vesti o chapéu entrou como uma luva, estou amadurecendo a idéia desde já para mudar o posicionamento voltando para as reais oportunidades e desafios que meu filho irá enfrentar. abraço e bom dia a todos

IBM comprou a Lotus. Google comprou a Sparrow (http://money.cnn.com/2012/07/20/technology/google-acquires-sparrow/index.htm). Os ciclos e padrões de aquisição de capital intelectual se repetem.

Não vejo tanto problema em estar numa empresa grande ("com janelas envidraçadas na Faria Lima", LOL), contanto que ela continue a se relacionar com outras menores que agreguem valor/visão nas diversas frentes de trabalho. O problema é quando a empresa grande para de "praticar" isso e se deixa imobilizar. Ai, meu amigo, a situação faz qualquer repartição pública parecer um paraíso.

Como sempre falando a verdade a "quebrando" tudo!

Uma coisa que sempre se ouvi; Faça o dinheiro trabalhar para você!
Mais o que isso realmente quer dizer?

Pense: NÃO SEJA ESCRAVO DO DINHEIRO... Antes faça ele TRABALHAR para você!
Não seja escravo dele, pelo amor de D'us, estamos no séc. 21, nem faça dele (dinheiro) um escravo!!!
Pague a ele a devida remuneração; INVISTA, BUSQUE CONHECIMENTO, TEMPO, DISPOSIÇÃO, ETC.
PAGUE A ELE O QUE MERECE, DE ACORDO COM O VALOR, E COM O SEU VALOR...

ENTENDEU?
Empreender é REVOLUCIONAR!
P.S.: NÃO DEIXE A VISÃO DE SEU PAI, DE SEU AMIGO, A MINHA A SUA... PENSE COM A CABEÇA, E NÃO COM O CORAÇÃO!

Só tenho a dizer, que propósito como o citado no texto, não se aprende em lugar algum, Universidades ensinam realmente a voce ser um bom funcionario, e mais nada.
Felizes os que beberem da idéias de vanguarda.
Um beijo no coração.

Quero lembrar que ja fui funcionário e a 7 anos tive oportunidade de beber este néctar de vanguarda, e hoje sou empresário.

Acreditem, larguem suas posições aristocráticas:
A covardia traz conforto, e a curiosidade traz experiência e dinheiro, podem acreditar.

Um soco direto no estômago e ao mesmo tempo lindo e inspirador esse artigo. Como na letra da música de Elis Regina, Nossos Pais:
" Minha dor é perceber
Que apesar de termos
Feito tudo o que fizemos
Ainda somos os mesmos
E vivemos
Ainda somos os mesmos
E vivemos
Como os nossos pais..."

É duro ainda lutarmos com essa cultura medíocre.
Que herança podre.
Infelizmente meu Pai queria que eu fosse Advogado. Foram brigas, desgastes, humilhação por eu não ser "ninguém". Pois pra ele ser alguém preciva ter OAB, CRC, CRM, ou coisas do tipo.

Olá...
eu sou uma prova viva de tudo isso... larguei um bom emprego e assumi uma pequena empresa que devia R$ 100.000,00 no mercado. Hoje, após 8 anos, quitamos tudo (inclusive com o fisco) e esse ano chegaremos ao primeiro milhão de reais em faturamento anual. O mercado não só deseja, CARECE de pequenas empresas com soluções inteligentes e ágeis... Os grandes pagam muito bem por esses serviços e as pessoas físicas também!

QUEBRA TUDO!!!!!!!!!!!!

ANIMAL!!!!!!!!!!

QUEM QUER FAZ, QUEM NÃO QUER DÁ DESCULPA!!!

EXISTEM DOIS TIPOS DE PESSOAS, AS QUE CHORAM E AS QUE VENDEM LENÇOS!!!

DE QUE TIPO VC É ???

NADA MENOS QUE ISSO INTERESSA!! GO!!

ASS: JOVEM EMPREENDEDOR QUEBRA TUDO

Quando eu tinha 16 anos, disse ao meu pai que queria fazer vestibular para enfermagem, pois gostaria de ajudar pessoas e colocar nessa profissão meu ideal humanitário em ação.
Ele olhou para mim e disse:
- Filha, essa profissão é linda, mas você vai ser empregada a vida inteira!! Estude algo em que você não precise de um patrão. Seja você o seu..
Á princípio fiquei meio triste, mas foi minha primeira lição de empreendedorismo, daquele homem que não concluiu nem o Ensino fundamental, mas nunca teve patrão e sim, construiu empresas de sucesso e empregou várias pessoas...

Ricardo, gosto muito dos seus posts. Falou absoluta verdade quanto a liberdade e ao funcionalismo público que é o câncer dessa máquina pública ineficiente do nosso país.
Mas discordo em um aspecto. Sou administrador de empresas para fazer a gestão correta da minha empresa e não para ser um generalista fanfarrão com você descreve. Se o brasileiro conhecesse um pouco mais de gestão não iríamos falir 7 em cada 10 empresas (estatísticas do Sebrae). Administração é crucial para todo empreendedor não dar cabeçadas e perder dinheiro.
O problema é a acomodação própria de muitos indivíduos, não da profissão.

QUE DEMAIS na boa!!! QUE DEMAIS!!!!

Ricardo Jordão Magalhães

Voce falou TUDO!!! Estou lendo pela terceira vez o livro "Negocio do seculo XXI" recomendo!

E parabens pelo texto!

abraços

Paulo Marques

Ricardo, cada dia mais fico impressionado com os conteúdos que você tem postado ao longo dos anos aqui no BizRevolution...
Cada texto desse é um verdadeiro tapa na cara pro neguinho que tá alí, acomodado, acordar pra vida.
Tenho 21 anos, estou prestes a me formar em Publicidade e Propaganda, trabalho em uma multinacional, mas as vezes também sinto esse sentimento de ser meio ''preso'' a um ambiente corporativo, onde várias das minhas ideias são "assassinadas" por pessoas que tem medo de acreditarem naquilo, pq sou um estagiário e não tenho noção ainda das coisas... É fo#$%...

Vou seguir acompanhando e quando puder ou vier para São Carlos, me avise.

Abraço.

Discussao realmente muito interessante. Estou sempre acompanhando os posts aqui.

The comments to this entry are closed.